Encontrar um grupo

Grupo Porto

Data: Segunda 4ª feira de cada mês (exceto em Agosto)

Horário: 18:00-20:00h

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis

Local: Sede da Ordem dos Médicos do Porto

Facilitadores: Dr. Alcino Sousa e Dra. Sandrina Martins

Contacto: scorpio_72@netcabo.pt ou sandrina74martins@gmail.com

Grupo Institucional do Hospital Magalhães Lemos

Data: Primeira 5ª feira de cada mês

Horário: 11:30-13:00

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis para internos de formação específica de Psiquiatria e Pedopsiquiatria

Local: Hospital Magalhães Lemos

Facilitadores: Dra. Ana Maria Moreira

Contacto: anamoreira03@gmail.com

Grupo Institucional do ACES Espinho/Gaia

Data: Primeira 5ª feira de cada mês

Horário: 17:00-19:00h

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Grupo Fechado, reservado para médicos do ACES

Local: USF Canelas (Gaia)

Facilitadores: Dr. Manuel Mário Sousa e Dra. Suzie Leandro

Contacto: manuelmariosousa@gmail.com ou sleandro@arsnorte.min-saude.pt

Grupo Aveiro

Data: Terceira 4ª feira de cada mês

Horário: 15:00-17:00h

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis

Local: USF Egas Moniz em Santa Maria da Feira

Facilitadores: Dr. Manuel Mário Sousa

Contacto: manuelmariosousa@gmail.com

Grupo Santarém

Data: Primeira 3ª feira de cada mês

Horário: 21:00-22:30h

Método: on-line pela plataforma ZOOM)

Vagas: Disponíveis

Local: Sede Distrital da Ordem dos Médicos (quando presencial)

Facilitadores: Dra. Ana Maria, Dra. Elizett Rocha

Contacto: ana_m_goncalves@sapo.pt ou elizettrocha@gmail.com

Grupo Lisboa 1

Data: Terceira 4ª feira de cada mês

Horário: 21:00-22:30h

Método: on-line via plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis

Local: Sede da APMGF em Lisboa (quando presencial)

Facilitadores: Dr. Jorge Brandão, Dra. Iwona Tomczak

Contacto: jorgbrandao@gmail.com ou dr.iwona@yahoo.com

grupo Lisboa 2

Data: Última 2ª feira de cada mês

Horário: 21:00-22.30h

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis

Local: Sede da APMGF em Lisboa (quando presencial)

Facilitadores: Dra. Antónia Lavinha, Dra. Fátima Medeiros, Dr. Hugo Sousa

Contacto: lavinha56@gmail.com ou fatimazores@gmail.com ou hugobentodesousa@gmail.com

Grupo Évora

Data:

Horário:

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis

Local:

Facilitadores: Dra. Fernanda Jesuíno e Dra. Josefina Marau

Contacto: mfjesuino@gmail.com ou josefina.marau72@gmail.com

Grupo Faro

Data:

Horário:

Método: on-line pela plataforma ZOOM

Vagas: Disponíveis

Local:

Facilitadores: Dra. Fernanda Jesuíno e Dra. Sandrina Martins

Contacto: mfjesuino@gmail.com ou sandrina74martins@gmail.com

Como decorre o grupo?

O treino é realizado, idealmente, em grupos de 8 a 12 pessoas. Os participantes adquirem conhecimentos teóricos e aprendem a reconhecer reações emocionais, atitudes e padrões de comportamento e ainda como lidar com o doente difícil. Possibilita o reconhecimento do significado de sinais ocultos no meio da comunicação não verbal, como também o diferente valor desses sinais para pessoas diferentes. Possibilita a aquisição de capacidades para controlar as emoções e a consciencialização dos próprios mecanismos defensivos. Isso permite que os médicos ganhem confiança, auto-estima e satisfação profissional. A frequência dos grupos Balint estão ainda relacionados com maior compreensão empática dos casos, com maior assertividade no diagnóstico holístico, aumentando a eficácia do tratamento e evitando conflitos desnecessários.

Com base nas normas da Associação Portuguesa de Grupos Balint, o treino realizado sob a supervisão da Comissão Científica é reconhecido como o único que dá direito à gestão qualificada de grupos Balint.

O conhecimento e o treino da comunicação emocional entre um profissional de saúde e um doente são necessários para o pleno uso dos benefícios da medicina. Em muitas universidades, o programa Balint já é um elemento regular dos estudos médicos. É um desejo da APGB que o desenvolvimento de relação médico-doente possa ser incluído nos programas das escolas médicas em Portugal, para que todos os médicos tenham a oportunidade de aprender e dominar a resposta emocional e usá-la para o bem da própria saúde e do doente.